ESTAÇÃO DE RECARGA - VEÍCULO ELÉTRICO

Os veículos elétricos e híbridos já são uma realidade (clique aqui para saber mais sobre eles). Mais sustentáveis, econômicos e eficientes que os automóveis a combustão, os carros, motos, ônibus e caminhões elétricos  entre outros veículos , representam uma parcela cada vez mais importante do mercado automotivo. E, para que a mobilidade elétrica se consolide no Brasil e no mundo, é fundamental que seja criada uma infraestrutura de pontos de recarga para abastecimento desses veículos, com a ampla disponibilização de estações de recarga para carros elétricos. 

Este artigo visa explicar o que é uma estação de recarga para veículo elétrico e apresentar os diferentes tipos de aplicações possíveis. Vamos abordar aqui as diferenças entre as estações de recarga públicas (como eletropostos e terminais de recarga em pontos comerciais) e estações de carga de uso privado (como o uso de carregadores instalados em casas, condomínios ou garagens de empresas), além da possibilidade de utilização de carregadores portáteis e outras alternativas para carregar um carro elétrico no Brasil. 

Falaremos também sobre a cobrança no abastecimento de carros elétricos e híbridos, explicando a atual realidade brasileira em que já existe uma regulação para isso, mas ainda é mais comum encontrar estações de recarga gratuitas. Explicaremos por que o custo para carregar a bateria do carro elétrico é muito menor que o abastecimento dos carros a combustão e falaremos sobre as vantagens que vão além do preço  incluindo também a praticidade (com a possibilidade de carregar um veículo elétrico em casa ou em estacionamentos) e a redução de transtornos comuns no abastecimento com gasolina, álcool e diesel (apenas para citar um exemplo: utilizando mais carros elétricos evitaremos a escassez de combustível em alguns períodos, como ocorreu recentemente no Brasil quando houve a greve dos caminhoneiros).

Saiba tudo sobre estação de recarga para veículos elétricos, onde e como encontrar um posto de abastecimento e muito mais. 

 ÍNDICE

1. O QUE É UMA ESTAÇÃO DE RECARGA PARA VEÍCULO ELÉTRICO?

Qualquer unidade de abastecimento que possibilite a recarga da bateria de um veículo elétrico é uma estação de recarga, incluindo aí os pontos de carga residenciais (quando os usuários podem abastecer o automóvel dentro de sua própria casa ou na garagem do condomínio), além de outros tipos de estações privadas (como carregadores exclusivos para funcionários de uma determinada empresa) e as diversas opções públicas de recarga (que podem ser cobrados ou não, seja em eletropostos ou instalação de carregadores em estacionamentos de comércios, por exemplo).


Existe, ainda, a praticidade dos carregadores portáteis, que permitem ao motorista de um carro elétrico ou híbrido abastecer em qualquer lugar quando houver necessidade. Abaixo, explicaremos tudo sobre os diversos tipos de estações de recarga.



​2. OS TIPOS DE CARREGADORES PARA VEÍCULOS ELÉTRICOS

Existem diversas maneiras de se carregar carros elétricos e híbridos plug-in. Se não conhece as diferenças entre esses dois tipos de automóveis, clique aqui.

Abaixo, apresentaremos os principais tipos de carregadores para veículos elétricos:

  • Carregador de Emergência: são carregadores que costumam vir com o carro elétrico e podem ser conectados até em tomadas comuns. Apesar de serem práticos, normalmente possuem corrente de apenas 8 amperes (8A), o que torna a recarga lenta e, dependendo do tamanho da bateria do veículo elétrico, é possível que o abastecimento leve vários dias. Por conta dessas limitações, não é aconselhável que esse carregador seja de uso contínuo — como o nome já diz, ele deve ser utilizado em emergências.
  • Carregador Portátil: são práticos e portáteis como o carregador de emergência, mas trabalham com corrente de 16/32A, permitindo um carregamento até 4 vezes mais rápido.
  • Carregador Mini Wallbox Standard (sem função Smart): são carregadores preparados para serem também utilizados em instalações fixas, como paredes ou totens. De forma geral, são mais robustos e duráveis que os modelos modelos portáteis e podem ter algumas tecnologias mais avançadas. Apesar de não contarem com função Smart (conexão do carregador com a internet, que permite controle e monitoramento), alguns modelos contam com recursos como uma chave de segurança para impedir o uso de pessoas não autorizas.
  • Carregador WallBox / Parking (com função Smart): assim como os carregadores Standard, esses modelos têm a vantagem de serem fixos e são ideais para uso coletivo. Por contarem com função Smart, conseguem se comunicar com plataformas através do protocolo OCPP e proporcionam uma experiência de recarga diferenciada, com diversos recursos extras (como controle de usuário, gestão de energia, reserva de carregador e status de disponibilidade, por exemplo). 
  • Carregador de Carga Rápida/ Eletroposto: são carregadores de corrente AC em 43KW ou DC que vão de 50 até incríveis 350KW. Esses modelos são aconselháveis para usuários que necessitam de carregamento ultrarrápido e mais comuns em postos de abastecimento em estradas ou locais em que o proprietário precisa de um carregamento muito rápido.

Aqui apresentamos apenas um resumo. Se quiser saber tudo sobre os diferentes tipos de carregadores para veículos elétricos, clique aqui.


Tipos de carregadores para Veículos Elétricos


Cada um desses modelos de carregador é mais indicado para uma determinada aplicação, que explicaremos melhor abaixo. 



​3. TIPOS DE ESTAÇÃO PARA RECARGA DE CARROS ELÉTRICOS

Cada aplicação de carregador para veículo elétrico possui vantagens e desvantagens e requer um tipo específico de equipamento. Caso ainda não conheça os diferentes tipos de carregadores disponíveis no mercado, leia mais aqui

Confira, abaixo, os diferentes tipos de estação de recarga para carros elétricos e quais os modelos mais indicados de carregador em cada uma delas:

​Carregador de Carro Elétrico para Uso Residencial (para Carregamento em Casa)

Ainda pouco comum no Brasil, esse tipo de carregamento tende a crescer rapidamente à medida em que aumenta a frota de carros elétricos no país (veja aqui a quantidade de veículos elétricos no Brasil hoje). É natural que isso aconteça por aqui já que a predominância dos carregamentos domésticos já é uma realidade mundial: segundo a Agência Internacional de Energia (IEA), cerca de 80% das recargas de carros elétricos em todo o mundo são realizadas nas casas dos próprios proprietários.

A praticidade é o principal fator que leva uma pessoa a instalar um carregador de veículo elétrico em sua casa, além de outras vantagens como a proteção contra oscilação de preços e até a valorização dos imóveis. 

Em casa, o carregamento de um veículo elétrico ou híbrido não precisa ser tão rápido quanto em estações públicas de recarga (afinal, o usuário pode tranquilamente deixar o carro carregando durante a noite, enquanto dorme ou executa outras tarefas domésticas). Por conta desse fator, não é necessário que o carregador utilizado tenha sistemas avançados de carregamento como o Fast Charger (que possibilita carregamentos mais rápidos) ou a função Smart (que controla o acesso de alguns carregadores e é indicada sobretudo para recargas coletivas).


Carregadores do tipo Wallbox (que podem ser fixados na parede) são ideais para residências, embora também seja interessante a compra de um carregador portátil (que pode ser transportado junto do carro e utilizado em casa ou fora dela para abastecer a bateria do automóvel elétrico em caso de emergências). 

Há produtos, como o NeoCharge Mini Wallbox, que aliam as duas características e trazem ainda mais praticidade — já que é possível transportá-los quando for conveniente e também fixá-los em uma parede de forma simples.


​Ponto de Recarga para Uso em Condomínios (Carregamento Residencial Coletivo)

A necessidade é diferente quando comparamos o carregamento em uma casa (na qual geralmente vive apenas uma família) ou um prédio/ condomínio residencial (com vários apartamentos que compartilham uma mesma garagem). 

Em um futuro próximo, a tendência é que a ampla maioria dos condomínios residenciais disponibilizem carregadores de carros elétricos e híbridos para seus moradores, inclusive por conta de leis que tornam obrigatória a adaptação dos novos edifícios ao futuro da mobilidade elétrica (como já acontece, por exemplo, em São Paulo, onde novos empreendimentos residenciais devem instalar carregadores para baterias em suas dependências  saiba mais sobre essa lei aqui).

Da mesma forma que uma família vivendo em uma casa se beneficiará muito da comodidade de ter um carregador para carro elétrico em sua garagem, moradores de prédios residenciais também podem usufruir das vantagens de carregar seu automóvel elétrico ou híbrido no próprio condomínio, sem a dependência de eletropostos públicos. Mesmo nas cidades em que ainda não existem leis para isso, é recomendável que os prédios busquem instalar ao menos um carregador para seus moradores, atendendo à tendência de aumento da frota de veículos elétricos na próxima década. 

Para uso residencial coletivo, é indicado que os carregadores sejam do tipo Wallbox, fixados em uma ou mais paredes de fácil acesso na garagem. Para condomínios, é interessante que os carregadores contem com a função Smart para monitorar a quantidade de energia carregada por veículo (com a possibilidade de que o edifício opte por cobrar pelas recargas ou inclua o serviço na tarifa mensal já paga pelos moradores).   

Estação de recarga veículo elétrico em condomínio
Exemplo de ponto de recarga para veículo elétrico em garagem de edifício em São Paulo (Condomínio Luminus Jardins)

​Estação de Recarga para Uso Comercial (Lojas, Shoppings, Supermercados e Outros Estabelecimentos)

Quanto mais cedo perceberem que a mobilidade elétrica é o futuro do setor automotivo, mais os estabelecimentos comerciais se beneficiarão da transição que já acontece dos carros tradicionais a combustão para os carros elétricos. Enquanto ainda existem poucos eletropostos no Brasil, comerciantes podem oferecer um grande diferencial a seus clientes se disponibilizarem pontos de carregamento para veículos elétricos ou híbridos.


As possibilidades são diversas: as lojas podem tornar a estação de carga uma fonte extra de recursos (cobrando pelo carregamento de cada veículo, com a utilizaçãoda função Smart e do controle de acesso) ou disponibilizarem o uso gratuito do carregador para seus clientes (uma interessante forma de agregar valor ao estabelecimento, oferecendo aos frequentadores a possibilidade de usufruir do seu serviço e fazer compras enquanto deixam o veículo elétrico carregando). 

De forma geral, carregadores do tipo Parking são recomendados para comércios, por serem mais robustos e oferecerem um maior número de recursos que os carregadores residenciais. Esse tipo de carregador pode ser instalado tanto em grandes centros comerciais (como em estacionamentos de shopping centers e supermercados) ou mesmo em estabelecimentos pequenos e médios (como padarias, restaurantes e lojas de bairro). O ideal é que o carregador seja instalado no estacionamento do comércio ou em algum ponto de fácil acesso para automóveis, pensando na comodidade do cliente.

Para atrair o público, é interessante que o comércio instale um carregador robusto e rápido, visando atender com máxima eficiência o grande número de veículos que é esperado. Embora não seja obrigatório nesses casos (especialmente se o carregamento for gratuito para os clientes), é interessante que os carregadores tenham função Smart para manter o registro de cada recarga.

E vale observar: não são apenas estabelecimentos comerciais que podem instalar um carregador em seu estacionamento. Qualquer local de grande circulação de pessoas se beneficiará desse tipo de aplicação, como aeroportos, rodoviárias, parques, clubes ou centros de lazer e serviços em geral. Um carregador para veículo elétrico é sempre um diferencial que chama a atenção. 


Estação de carregamento de veículos elétricos no Shopping Cuiabá
Estação de carregamento de veículos elétricos no Shopping Estação Cuiabá

​Ponto de Recarga para Uso Corporativo (Estacionamentos de Empresas)

Já falamos sobre a praticidade e comodidade de se carregar um automóvel elétrico dentro de casa ou do condomínio, mas a mesma lógica também vale para empresas — afinal, quando os carros elétricos se popularizarem no Brasil, o horário de trabalho será uma boa oportunidade para se fazer recargas. 

Companhias que oferecem estacionamentos para seus funcionários se destacarão se desde já instalarem carregadores do tipo Parking ou Wallbox, permitindo que empregados ou colaboradores carreguem seus automóveis enquanto trabalham. A opção pode ser um benefício da empresa aos empregados ou também é possível implementar um sistema de cobrança por recarga, com o uso da função Smart. 


​Ponto de Carga para Veículo Elétrico em Estacionamento 

Imagine a praticidade: deixar seu carro elétrico estacionado e voltar com ele 100% carregado. É pouco comum, hoje em dia, que um estacionamento conte com o serviço de posto de gasolina, álcool ou diesel (até por não ser indicado que automóveis permaneçam próximos a fontes de combustíveis inflamáveis por períodos mais longos que o próprio carregamento). Porém, com a transição já em curso para a mobilidade elétrica, a tendência é que se torne muito comum a possibilidade de carregar um veículo ao estacioná-lo.

É esperado que os estacionamentos brasileiros passem por algumas adaptações para passar a receber mais carros elétricos à medida em que a quantidade de veículos desse tipo aumenta ano a ano. Dentro dessa realidade, contar com pontos de carregamento para a bateria de veículos elétricos é um dos passos mais importantes. 

Entre as diversas oportunidades que essa transição oferece, há a chance de que donos de estacionamentos passem a cobrar suas diárias não apenas pelas horas em que um carro permanece no local, mas também pelo tempo de abastecimento enquanto o veículo estiver lá. Ou seja: um motorista pode deixar seu carro em uma vaga por 3 horas e e pagar um valor x para isso. Se ele solicitar a recarga total da bateria do veículo nesse período, o estacionamento pode adicionar mais uma quantia. 

Para um estacionamento, além da robustez, é muito importante que um carregador conte com a função Smart e seja capaz de controlar os acessos e realizar cobranças, além de oferecer os principais recursos para realizar recargas rápidas. A rotatividade de carros geralmente é alta em um estacionamento, então é esperado que se use um carregador de alta potência e com grande velocidade de carga, geralmente do tipo Parking. 


​Abastecimento para Frota de Veículos Elétricos 

A economia com abastecimento é uma das grandes vantagens dos carros elétricos ou híbridos em comparação a um carro tradicional a combustão (o custo por quilômetro para rodar em um veículo elétrico é muito menor do que se gasta com um carro a gasolina — para saber mais, confira a calculadora de economia da NeoCharge).

Pois se o custo-benefício já é notável para um usuário comum, essa vantagem se multiplica quando falamos de uma frota. Por conta disso, os veículos elétricos e híbridos podem gerar enormes economias para frotas de automóveis de todos os tipos, incluindo o transporte urbano (como frotas de ônibus públicos), companhias de táxis ou qualquer transportadora de produtos e empresa do setor de logística.

Além de poluírem menos o meio ambiente, as empresas que optarem por contar com frotas de carros elétricos ou híbridos terão grandes ganhos econômicos pelo preço menor com abastecimento. Além disso, estarão mais adaptadas a outra tendência iminente do setor automobilístico: a utilização de carros autônomos, que já estão sendo desenvolvidos com motores elétricos e terão a capacidade não apenas de circular sem motoristas, mas também de se autoabastecer nos pontos de recarga do caminho. 

Para ganhar rapidez nos abastecimentos e eficiência, é importante que frotistas busquem carregadores robustos para veículos elétricos, com rapidez e com a função Smart (controle de acesso) para monitoramento do nível de carga da frota. 

Carro Elétrico Mercado Livre
Exemplo de carregamento de frota de veículos elétricos, com carros de entrega do site Mercado Livre

​Carregador de Veículo Elétrico em Posto de Abastecimento (Eletroposto)

Não há dúvidas que o abastecimento dos automóveis se tornará muito mais dinâmico com o aumento da circulação de carros elétricos, inclusive com a tendência de que o abastecimento doméstico/ residencial seja predominante. Porém é evidente que não deixarão de existir postos de combustíveis como temos hoje, à beira de estradas ou vias públicas nas cidades. 

Mesmo que boa parte dos portadores de veículos elétricos tenham carregadores em casa ou circulem com carregadores portáteis, postos de combustíveis seguirão existindo. A grande diferença é que cada vez mais eles serão eletropostos — ou seja, deveremos ter cada vez menos bombas para carregar carros a combustão (com fluidos como gasolina, álcool ou diesel) e encontrar mais carregadores para veículos elétricos (de todos os tipos, incluindo carros, motos, caminhões e até mesmo patinetes, entre outros).

Para atender à crescente demanda de recarga dos veículos elétricos, os eletropostos devem contar com carregadores fixos robustos que ofereçam alta potência e velocidade ultrarrápida de carregamento (os chamados carregadores Fast Charger, capazes de realizar uma recarga em poucos minutos), além de evidentemente ser necessário o controle de acesso para realizar cobranças pela energia de cada carga. 

Nos eletropostos, poderemos tanto ter funcionários carregando os carros de clientes quanto possibilitar que o próprio motorista faça a recarga por conta própria. Mais abaixo explicaremos como é simples carregar um carro elétrico. 

​Carregador Portátil para Veículo Elétrico 

Além do custo-benefício e de diversas outras vantagens, os carros elétricos oferecem uma comodidade que não pode ser aproveitada por motoristas de veículos a combustão: a possibilidade de transportar de forma prática e segura um carregador para abastecer o veículo sempre que necessário.

Não é recomendável que se circule por aí com um galão de gasolina guardado dentro do carro — pense no alto risco de acidentes que isso representaria! No caso dos veículos elétricos, porém, é possível ter o “combustível” sempre ao alcance, no formato de carregadores portáteis leves e de fácil transporte. 

O mercado já conta com diversos carregadores portáteis que podem ser levados no porta-luvas do automóvel e utilizados em alguma emergência. Com eles, é possível carregar a bateria de forma prática quando não houver nenhuma outra fonte disponível nas proximidades. 

Vale lembrar que os carros elétricos já costumam vir acompanhados de um carregador de emergência que permite carregar o carro em tomadas comuns de 10 A. Porém, o motorista pode contar com uma potência maior se optar por comprar um carregador portátil (que geralmente pode chegar a até 22 kW de potência — leia mais aqui sobre os diferentes tipos de carregadores para veículos elétricos).

É mais ou menos como fazemos com um celular, levando sempre um carregador em uma bolsa ou mochila para não permitir que fiquem descarregados. Com os veículos elétricos é possível realizar a mesma coisa, embora evidentemente um carregador portátil seja menos robusto e tenha menor potência que os modelos destinados a outras finalidades. Isso torna as cargas dos equipamentos portáteis mais baixas e menos velozes, mas, de forma geral, eles cumprem perfeitamente o papel de manter o carro abastecido em uma emergência. 


​4. COMO É O CARREGAMENTO EM UMA ESTAÇÃO DE RECARGA PARA VE?

Carregar um carro elétrico é muito simples e a ideia é a mesma de um posto de gasolina: existe um cabo que tem duas extremidades, uma conectada ao carro e a outra conectada ao carregador, como na imagem abaixo.

Carregamento em Estação de Recarga Veículo Elétrico
Carregamento de Carro Elétrico em Estação de Recarga (Crédito: Pixaline/ Pixabay)
Os diferentes tipos de carregadores para carros elétricos podem ser utilizados de variadas formas (por exemplo: fixos na parede ou como totens de carga), mas, em geral, seu uso será semelhante, com o carregamento feito por um cabo conector entre o carregador e o automóvel. 

Pela lógica simples, os carregamentos podem ser realizados tanto por um funcionário de um eletroposto quanto pelos próprios motoristas sem grandes complicações. Veja, abaixo, o perfil dos locais que já contam com estações de recarga no Brasil e de que forma o serviço tem sido oferecido. 


​5. QUANTO TEMPO LEVA PARA CARREGAR A BATERIA DE UM CARRO ELÉTRICO?

Essa pergunta não é fácil de ser respondida, afinal o carregamento de um VE depende de vários fatores, como o tipo, tamanho e a capacidade da bateria do veículo, além da potência e os recursos disponíveis no carregador (que pode ter potências menores e ser mais lento ou carregar de forma ultrarrápida, como o carregador Fast Charger — saiba mais aqui).


Em uma estimativa, podemos dizer que um carro elétrico típico (bateria de 60 kWh), conectado a um ponto de carregamento de 7 kW, leva menos de 8 horas para carregar de vazio a cheio,  No entanto, vale ressaltar também que a maioria dos motoristas não espera a bateria esvaziar completamente para recarregar seu veículo elétrico. 


Falando em quilometragem, considerando a média das baterias dos carros elétricos atuais, também é possível afirmar que podemos abastecer até 180 quilômetros de alcance em cerca de 35 minutos com um carregador rápido de 50 kW. 


Clique aqui para saber mais sobre o tempo de carregamento de um carro elétrico.



​6. OS TIPOS DE ESTAÇÕES DE RECARGA EXISTENTES NO BRASIL

Embora já existam casas com carregadores de VEs no Brasil, a grande maioria das estações de recarga instaladas no país são de uso coletivo. No caso das aplicações residenciais, a predominância é de instalações nas garagens de prédios e condomínios, sobretudo em cidades com incentivos ou leis que tornam obrigatória a instalação de carregadores (como é o caso de São Paulo, que, desde abril de 2021, exige ao menos um ponto de recarga para carro elétrico em novos edifícios).

Fora do uso residencial, já há diversos casos de companhias ou governos brasileiros que adquiriram frotas de veículos elétricos e, consequentemente, também instalaram carregadores para manter os automóveis abastecidos. Um caso emblemático é o da prefeitura de São José dos Campos (SP), um dos municípios pioneiros em mobilidade elétrica no país, que tem a frota da Guarda Civil Metropolitana (GCM) 100% elétrica e disponibiliza carros elétricos para habitantes que desejarem circular em vias públicas. Para oferecer esse serviço, a prefeitura da cidade paulista já instalou alguns postos de recarga acessíveis a todos os cidadãos. 

Outra tendência forte no Brasil é a dos prédios corporativos que contam com equipamentos para abastecer os veículos elétricos particulares de funcionários, além dos automóveis elétricos da própria empresa. Já são muitas as corporações que não tratam de inovação tecnológica só no discurso e estão adaptadas desde agora ao futuro da mobilidade elétrica. 

E, por fim, também tem crescido em ritmo acelerado as instalações de carregadores em centros de comércio e lazer, desde grandes shoppings até pequenos estabelecimentos de bairro, que fornecem aos clientes a possibilidade de carregar seus carros enquanto consomem algum serviço.



​O carregamento dos Veículos Elétricos é gratuito ou cobrado no Brasil?

Apesar de já ser permitido cobrar pelo uso do carregador, o mais comum no Brasil ainda é conseguir realizar sua recarga de graça. Isso porque a maior parte dos estabelecimentos comerciais que investe nesse tipo de solução busca muito mais atrair um novo público se destacando da concorrência do que, necessariamente, rentabilizar essa operação.

Além de inovação, quando o assunto são pontos de carga coletivos estamos falando de conveniência: imagine você, dono de um veículo elétrico, fazer suas compras em um supermercado enquanto a energia do seu carro é carregada? Ou aproveitar um cinema e sair do shopping com a bateria do seu automóvel completa? Para o usuário final, dono de um veículo, seguramente esse é um fator que pode interferir na decisão de qual local frequentar. E, para o empresário, é uma grande oportunidade de atrair novos clientes, aumentar a frequência ou duração de suas visitas aos seus estabelecimentos.

Naturalmente, com o aumento desse tipo de demanda, nos próximos anos esse serviço deverá deixar de ser gratuito aos proprietários dos veículos e virará mais uma fonte de receita aos investidores desse mercado. Já há, inclusive, uma regulação para esse setor e a tendência é que no futuro passe a existir cobrança por recargas em locais como supermercados, shoppings e outros comércios que já contam com carregadores para VEs em seus espaços. 

Por enquanto, porém, é possível usufruir desse benefício em diferentes locais. Confira alguns de nossos projetos clicando aqui e saiba onde você pode carregar seu veículo elétrico em várias cidades do Brasil.
Estação de recarga carro elétrico
Ponto de recarga de carro elétrico



​Quantos Pontos de Recarga de Veículos Elétricos existem no Brasil?

No Brasil, com uma frota de carros elétricos ainda pequena (confira aqui os dados mais atuais), as instalações de carregadores para VEs estão se estruturando aos poucos. Atualmente, um crescente número de condomínios já oferece estações de carga para seus moradores e há diversos pontos de recarga em supermercados, shoppings centers, aeroportos, postos de combustíveis, além de locais privados como empresas e estacionamentos. 

É difícil precisar o total de carregadores para carros elétricos no país, já que o registro desses pontos de recarga não é obrigatório mesmo quando o uso é público e também é difícil controlar o número de empreendimentos residenciais que têm realizado instalações. Alguns levantamentos, porém, ajudam a compreender a rapidez do crescimento do mercado no país: um exemplo é o dado divulgado pela Associação Brasileira de Veículos Elétricos (ABVE), que estimou o número de eletropostos no Brasil em 500 em março de 2021 e já 754 em julho do mesmo ano (um salto incrível de 50,8% em poucos meses). 

​Regulamentação sobre Recarga de Veículos Elétricos no Brasil

Em 19 de junho de 2018, a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) aprovou a Resolução Normativa nº 819/2018, primeira regulamentação sobre a recarga de veículos elétricos por interessados na prestação desse serviço no Brasil (como distribuidoras, postos de combustíveis, shopping centers e empreendedores, entre outros casos).

Segundo texto publicado no site da própria ANEEL, a agência optou por uma “regulamentação mínima do tema”, com o objetivo principal de “evitar interferências indesejáveis dessas atividades com a operação da rede elétrica e garantir que as tarifas dos consumidores de energia elétrica das distribuidoras não sejam impactadas pela prestação do referido serviço quando realizado pelas distribuidoras de energia elétrica”.

A regulamentação permite que qualquer interessado instale carregadores para uso privado o público, sem distinção sobre o tipo de equipamento, desde que seja fornecida uma lista dados à agência (veja todas as informações aqui), com necessidade de atualização em casos como aumento ou redução de carga e alteração de nível de tensão.

A norma afirma que “é permitida a qualquer interessado a realização de atividades de recarga de veículos elétricos, inclusive para fins de exploração comercial a preços livremente negociados, a chamada recarga pública”, mas observa que “a distribuidora local pode, a seu critério, instalar estações de recarga em sua área de atuação destinadas à recarga pública de veículos elétricos”.


Veja aqui os principais pontos da Resolução da Aneel sobre o carregamento de veículos elétricos no Brasil: 

  • Regulamentação permite comercialização de ponto de recargas para veículos elétricos
  • Regulamentação ainda não permite cobrança por energia. 
  • Uma solução pode ser a cobrança por tempo de recarga, pois apenas concessionaria de energia por vender energia.


​7. ONDE E COMO ENCONTRAR UMA ESTAÇÃO DE RECARGA?

É muito comum que as pessoas se perguntem onde encontrar estações de recarga ou eletropostos para carros elétricos, e se esses pontos de recarga são pagos ou não. Muitos motoristas, inclusive, ainda ficam apreensivos antes de adquirir um veículo elétrico por receio à acessibilidade a pontos de recarga.

Para facilitar a localização dos pontos de recarga na sua cidade, já existem diversos websites e aplicativos que mostram qual a estação de carregamento mais próxima do seu local, se há cobrança ou não, se ela está sendo utilizada, se está reservada, disponível, ou, até mesmo, em manutenção.

Um exemplo de serviço do tipo é o portal Plug Share, onde é possível encontrar postos de recarga para carros elétricos não apenas no Brasil, mas no mundo todo.


​8. QUANTO CUSTA A RECARGA DE UM CARRO ELÉTRICO?

A alta do preço dos combustíveis tem sido um problema para motoristas brasileiros, com variações constantes nos custos para abastecer carros com gasolina, álcool ou diesel. Esse ponto representa mais uma vantagem dos veículos elétricos e híbridos plug-in, que proporcionam recargas mais baratas.

Para ter ideia do quanto se gasta com o abastecimento de um veículo a combustão, o cálculo correto é verificar o custo médio da gasolina (ou outro combustível) por litro em sua cidade e checar os custos para encher o tanque do seu automóvel. Já para um veículo elétrico, o cálculo do preço da recarga deve considerar a tarifa por quilowatt-hora (kWh) na sua cidade (que geralmente é informada na conta de luz) e multiplicá-la pelo tempo necessário para abastecer o carro.

Esse cálculo depende de uma série de outras variáveis, como o gasto de combustível do carro. Porém, para dar um exemplo da economia possível com os carros elétricos, preparamos uma simulação comparando um carro a combustão e um carro 100% elétrico (BEV), considerando que ambos rodem 40 km por dia (ou 15.000 km por ano).

Nesse cenário hipotético, definimos o preço da gasolina de R$ 5,80 (valor médio do Brasil no primeiro semestre de 2021) e um consumo de 10 km/L do veículo a combustão. Com isso, ele precisaria abastecer R$ 23,78 para rodar 40 km (um dia) — o que daria R$ 713,40 em um mês e R$ 8.560,80 em um ano apenas com abastecimento.

Já para o veículo elétrico consideramos a tarifa de R$ 0,85/kWh (preço médio da conta de luz no primeiro semestre de 2021). Considerando que o carro elétrico em questão tenha um consumo de 7,5 km/kWh, o motorista precisaria abastecer R$ 4,65 para rodar 40 km em um dia, R$ 139,50 em um mês e R$ 1.674 em um ano.

Ou seja: o abastecimento do carro a combustão pode ser 5 vezes mais caro que o do carro elétrico. No exemplo, abastecer o veículo elétrico ficou R$ 6.886,80 mais barato do que abastecer o carro a combustão para rodar ao longo em um ano. 

Lembrando que esse é apenas um exemplo do melhor custo-benefício que o carro elétrico oferece. Além dos gastos menores com combustível, poderíamos citar a economia com manutenção mais simples e diversas outras vantagens que fazem os veículos elétricos uma escolha mais econômica a médio prazo. 

Quando custa carregar veículo elétrico
Simulação de custos para recarregar carro elétrico e caso a gasolina (valores aproximados, baseados em preços do primeiro semestre de 2021)

Outra maneira de estimar a economia de um veículo elétrico é comparar o consumo médio em relação a um carro a combustão. Faça uma simulação na Calculadora de Economia de Carro Elétrico da NeoCharge.



​​​9. É POSSÍVEL RESERVAR UMA ESTAÇÃO DE CARREGAMENTO?

No Brasil já é possível reservar uma estação de recarga para agendar o melhor horário em que você pretende carregar o seu veículo elétrico. Isso, porém, depende se o ponto de carregamento em questão faz parte de uma rede de postos cadastrados. Nesses casos, geralmente, é possível reservar o uso de um carregador por meio de um aplicativo.

Em alguns casos, as estações de carregamento podem ser utilizadas por mais de um carro por vez, o que melhora ainda mais a disponibilidade das estações, evitando a formação de filas para abastecimento.


​​​​10. INFRAESTRUTURA PARA RECARGA DE VEÍCULOS ELÉTRICOS NO MUNDO

Globalmente, a maior parte dos carregamentos de veículos elétricos e híbridos é realizada dentro de casas e em ambientes de trabalho, segundo informações da Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês). Apesar disso, cresce em todo o mundo também a implementação de estações públicas de recarga, uma infraestrutura importante para que os países estejam preparados para o futuro da mobilidade elétrico.

Segundo a IEA, em 2020 o mundo chegou a 1,3 milhão de unidades de pontos de recarga públicos para veículos elétricos (30% deles do tipo “Fast Charger”, carregadores rápidos acima de 22 kW). 

Por conta da pandemia de Covid-19, o ano de 2020 teve um aumento menor no número de postos de recarga do que em 2019 (45% de crescimento em 2020, ante 85% no ano anterior). Ainda assim, as novas instalações seguem em ritmo acelerado, sendo a China o país com mais carregadores públicos para VEs em números absolutos, seguida pela Europa (como bloco de países, com destaque para Holanda, Alemanha e Reino Unido) e os Estados Unidos.

Outro dado disponível é o da quantidade de carregadores públicos em comparação ao tamanho da frota de veículos elétricos de cada país. Em 2020, esse ranking foi liderado pela Coreia do Sul, com 0,47 carregador público por veículo elétrico, seguido pelo Chile (0,34 carregador público por veículo elétrico rodando no país), México (0,30) e Indonésia (0,25). O primeiro país europeu na lista é a Holanda, na quinta posição (0,22), seguida pela África do Sul (0,19) e China (0,17).

No Brasil a proporção em 2020 foi de 0,09 carregador público por veículo elétrico rodando no país, um número abaixo da média global (de 0,12), mas similar às taxas de países europeus como Espanha, Suíça, Bélgica, Finlândia, Reino Unido e da Europa como um todo.

Proporção estação de recarga por veículo elétrico circulando
Lista de países com maior proporção de estações de recarga em relação ao número total de veículos elétricos em circulação, no ano de 2020 (Fonte: Agência Internacional de Energia - IEA)

Gostou do nosso conteúdo? Aproveite e leia agora o nosso artigo sobre os tipos de plugues e tomadas para carregar de forma correta um veículo elétrico!